Posted tagged ‘Japão’

Boas notícias: a caça às baleias no banco dos réus

maio 16, 2009

research

Foi dado início ao pré-julgamento de nossos ativistas em Aomori, no Japão e as notícias são boas: a corte apresentou uma série de lacunas presentes na acusação de Junichi Sato e Toru Suzuki. Ambos estão sendo julgados por denunciar um escândalo na chamada “caça científica” de baleias promovida por aquele país e que o governo continua vergonhosamente tentando esconder.

Chega a ser um absurdo pensar, que por terem denunciado o crime de caçar baleias, dois ativistas ambientais, passarm 26 dias na cadeia, e já estão há mais de 90 dias respondendo ao processo e liberdade.

Essa me pareceu a única vez que a corte se moveu mais para os lados dos ativistas, exigindo que fosse considerado no processo as evidências do escandâlo, mas que também não fosse desconsiderado o fato de eles terem retirado a carne de baleia do navio.

Foi solicitado também que sejam chamadas outras testemunhas-chaves, o que pode nos favorecer, e a partir de agora, também será incluído no processo, a Declaração Internacional dos Direitos Humanos e Civis.

Eu, aqui do outro lado, só tenho a desejar sorte e força a todo time no Japão, que espera ansioso pelo fim do processo e mais ainda, que o verdadeiro crime de caçar baleias é que seja colocado no banco dos réus.

Caçar baleias é crime – história completa!

março 24, 2009

Conheça a história completa das ativistas Junichi e Toru, presos por denunciar a caça de baleias.

Ontem, foi um das fase do julgamento, e nada ainda foi resolvido. Eles estão em fase de ouvir testemunhas.

Os únicos que perdem com essa demora são os ativistas e as baleias, que continuam sendo caçadas coma a desculpa esfarrapada de “fazer ciência”.

JAPÃO contra ataca novamente

setembro 25, 2008

A Agência de Pesca do Japão continua (ou melhor nunca parou), de recrutar mais países através da compra de votos. O último a entrar para a lista foi Eritrea, neste mês.

Agora a Comissão Internacional da Baleia conta com  82 países membros. Como resultado dessas últimas adesões (leia-se compra de votos), agora temos 40 países contra caça e 37 a favor da caça.

Com isso podemos esperar que até a próxima reunião, muitos outros países sejam recrutados, outros possam desistir de participar e assim não é possível predizer qual dos lados terá a maioria por lá.

O que isto significa???? Que temos que pressionar ainda mais nosso governo para que ele realize as gestões diplomáticas para trazer mais países para o nosso lado ou desligue outros que estejam do lado do Japão.

Contra caça: Argentina, Australia, Austria, Béligica, Brasil, Chile, Costa Rica, Croácia, Ciprus, Republica Tcheca, Equador, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Guatemala, Hungria, India, Irlanda, Israel, Itália, Luxemburgo, Mexico, Monaco, Holanda, Nova Zelandia, Panamá, Peru, Portugal, Romenia, San Marino, Republica Eslovenia, África do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Reino Unido, Uruguai e Estados UNidos.

A favor da caça: Antigua e Barbuda, Benin, Camboja, Camarões, China, Congo, Costa do Marfim, Republica Dominicana, Eritrea, Gabão, Gambia, Guine-Bissau, Nova Guine, Islandia, Japão, Kiribati, Corea, Laos, Mali, Ilhas Marshal, Mauritania, MOngolia, Marrocos, Nauru, Noruega, Palau, Russia, St Kittis e Nevis, St Lucia, St Vicent e Grenadines, Senagal, Ilhas Salomão, Suriname, Tanzania, Togo e Tuvalu.

Dinamarca e Omâ : pendentes

Talvez não compareçam: Belize, Guatemala e Kenia.

O governo brasileiro deveria realizar as corretas gestões diplomáticas com países africanos para que estes votassem pela conservação ou ao menos se abstessem das votações.


				

Instituto de Pesquisa do Japão diz dar “presentes” à tripulação

julho 22, 2008

Em notícia colocada ontem no site do Instituto de Pesquisa do Japão (ICR, sigla em inglês), ICR e empresa de comércio de carne de baleia (Kyodo Senpaku) afirmam que a carne de baleia encontrada por nossos ativistas representava presentes dados aos tripulantes por ficarem no mar por tanto tempo. E que assim, o Greenpeace estaria mentindo. ENtão a Kyodo e o ICR realizaram uma investigação e SE consideraram inocentes.

Parece piada, né?

Mas o Greenpeace apenas pergunta:

1. Se as 93 caixas que foram retiradas do Nisshin Maru continham apenas presentes para a tripulação, por que estavam etiquetadas como “caixas cheias de papelão” e não como “carne de baleia de primeira qualidade”???

2. Greenpeace encontrou 4 caixas idênticas. A caixa que foi interceptada e aberta continha cerca de 23kg de carne de baleia, com um valor estimado de 1000 a 3000 dólares. Todas as 4 eram endereçadas a mesma pessoa. Se a Kyodo Senpaku pode dar esses carissimos presentes para à tripulação, por que necessita usar dinheiro de impostos dos japoneses para subsidiar atividade de caça?

3. O ICR agora admite que cada membro da tripulação recebe 8ks de carne de baleia salgada e 1.8kg de carne de baleia fresca, quase 2 toneladas de toda tripulação receber presente. Isso significa operação científica?

4. E se esse for o caso, por que apenas 1 membro apareceu recebendo todas as 4 caixas???
Só me resta dizer…. Muitas são as questões que permanecem não respondidas pelos baleeiros. Todas as informações são contraditórias. Já pedimos reabertura do caso para que as questões pertinentes sejam corretamente respondidas.