10 anos de proteção para Antártida

Greenpeace/Jiri Rezac
Seguindo o Nisshin Maru – o mar está ficando pior.
Saudades dos mares calmos e gelados.

O Nisshin Maru continua em máxima velocidade em nossa frente, e nenhuma baleia tem sido caçada desde então.
Nessa mesma data, 14 de janeiro de 1998, o Greenpeace comemora anos de muito trabalho: um acordo internacional foi assinado para proteger o continente Antártico da exploração de óleos e minerais pelas próximas 5 décadas. Sara, a líder da campanha de baleias do Greenpeace Internacional explica o que o Protocolo de Madri protege.

“Imagine o maior deserto da Terra. Você provavelmente está imaginando areia, dunas e brilhantes miragens. Eu tenho uma diferente visão na minha mente e não preciso imaginar, por que posso ver a cena da escotilha da minha cabine.

Não vejo areias, raramente sol e muito menos camelos (!), mas vejo a Antártica, todos os 14 milhões de kilometros quadrados de gelo.

Circundado por montanhas, lagos e vulcões está longe de ser uma terra vazia e gelada. Muitas criaturas chamam a Antártica de casa não são encontradas em nenhum outro lugar.

Sazonalmente, o continente incha e vagarosamente vai derretendo com a chegada do verão.

90% do gelo do mundo e 2/3 da água doce do planeta estão na Antártica. Ainda o mais seco, frio e com o vento mais forte da Terra, onde já foi possível medir -89oC.

Pessoas também são sazonais por aqui – Antártica não tem residentes permanentes.
O primeiro registro que temos de pessoas que colocaram seus olhos nesse continente é de 1820. Agora, aproximadamente 4.000 cientistas viajam para as terras geladas a cada ano.

E por isto eu tenho ouvido a falar das terras Antárticas. Mas para mim as águas são hipnotizantes. As ondas sobem antes do navio e podemos ver como a sombra de um fantasma nas ondulações da superfície.

Mas quando o navio chega no gel, o Oceano Sul tem um diferente e lindo manto. O padrão mais magistral que qualquer habilidoso escultor poderia criar. E as águas geladas parecem óleo, movendo vagarosamente e com uma fluidez rítmica. Então cristal e mais cristal se conectam e congelam juntos criando um carpete de gelo.

E os icebergs – bom, o que você pode escrever sobre esse monólitos que têm sido esculpidos pelo vento e água para ser justa? Eu nunca me canso deles.

O branco puro das encostas são algumas vezes repletos de aves antárticas, tais como os petréis da neve e antártico.

Eu poderia contar incríveis fatos para vocês todos os dias – mas palavras não são justas. Sendo capaz de testemunhar esse maravilhoso lugar. Espero que vocês gostem das imagens, e aproveitem também”

Anúncios
Explore posts in the same categories: baleias, expedição, greenpeace, oceanos

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: