Café da manhã com as lindas Jubartes!!!!!

Hoje não foi possível ter tempo para o café da manhã… e na verdade, até agora não foi possível ter tempo para tomar banho! hahahah Calma, calma prometo tomar banho depois do post.

Enfim, vamos ao que interessa. Hoje foi um dia incrível aqui para o programa de pesquisa. Mal pulei da cama, e para variar alguém estava batendo na minha porta “BALEIAS, BALEIAS”. Fui subindo as escadas e vestindo as roupas… e quando cheguei na ponte, não eram apenas baleias…eram simplesmente 40 baleias jubartes de alimentando em volta do navio. MARAVILHOSO!!!

Já vi baleias em área de reprodução, mas em alimentação foi a primeira vez. Corri para pedir que colocássemos os botes na água… e lá fomos nós, a equipe do hidrofone. O Esperanza seguia seu caminho a procura dos baleeiros, e nós fomos nos botes a procura das baleias.

Incrível, enquanto estávamos registrando um grupo, tinham mais 8 grupos em volta. Pudemos colocar os hidrofones na água, e sim, agora eles estão funcionando perfeitamente bem. Estaremos analisando o som esta semana, e assim que tivermos algum para colocar na net, envio para vocês. Mas, já antecipo, que com o fone de ouvido pude ouvir as baleias emitindo curtos sinais de alimentação.


Eu estava achando realmente muito estranho que as baleias do Brasil eram muito mais exibidas dos que a daqui. Aqui não se vê baleias saltando muito como no Brasil. Fui trocar umas figurinhas com uma grande amiga que também trabalha com comportamentos de baleias, mas principalmente jubartes. O nome dela é Tatiana Bisi e ela me explicou o seguinte:
“Nas áreas de reprodução, os comportamentos aéreos estão (provavelmente) bastante relacionados com competição sexual, comunicação entre os grupos é geralmente ligado ao objetivo que é reprodução. Nas áreas de alimentação as baleias estão voltadas para alimentação e forrageio quase que integralmente, ou seja, o comportamento aéreo não teria função/importância. Mas não que não ocorra. Resumindo o que quero dizer é que as jubartes estão aí para se alimentar, os comportamentos aéreos que verá serão principalmente relacionados à alimentação… Tipo, sair com a cabeça para fora d’água com a bocona aberta para captura do Krill, exalação de bolhas (na real submerso), etc… Gastar energia e tempo saltando, batendo peitoral acaba sendo menos freqüente do que em áreas de reprodução. O que não quer dizer que não aconteça…”.

Bem explicado, Tati!!! É isso mesmo. E ainda hoje foi possível observar 3 saltos, com o corpo todo para for a d´água seguidos.

No mais, junto com o hidrofone, foi possível tirar várias fotos de caudas das baleias, o que irá contribuir muito com o projeto de foto-identificação.

Se tudo correr bem, iremos comprovar que a pesquisa não-letal traz muito mais informações que a caça científica. Muito bom!

Enquanto isso, seguimos aqui com a cara grudada no vidro procurando os baleeiros.

Agradecimento especial do post para Tati Bisi pelas infos e para Dave Walsh pelas lindas fotos.

Anúncios
Explore posts in the same categories: baleias, expedição, greenpeace, oceanos

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: